Desnotícias:Castelo Invertido de Leiria abre para visitações

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

LEIRIA, Portugal


Após três anos de obras profundas, as reformas de maior escala desde a remasterização da obra durante a época do Estado Novo, o presidente da Câmara Municipal de Leiria, Vanessa VI (PSD), anunciou que a intervenção no castelo da cidade está concluída e que o famoso edifício está novamente aberto para visitas após dois anos de reformas e pesquisas arqueológicas.

O famoso castelo invertido de Leiria, que só aparece uma vez a cada cem anos de acordo com as lendas locais


Vanessa VI destacou que tais investimentos custaram aproximadamente dois milhões de euros, incluindo dois acessos mecânicos, melhorias de acesso e acessibilidade e a contratação de dobradores americanos para fazer a redobragem da história original (honrando a tradição histórica das dobragens portuguesas, apenas dois atores foram empregados para dar a voz aos cinquenta e dois personagens diferentes). A reabilitação do castelo incluiu a criação de um anfiteatro em pedra onde os visitantes podem gladiar contra figuras históricas, além de diversos save points onde podem manter seu progresso para visitas posteriores. As estruturas já existentes receberam melhorias, como a bilheteira, os camiões cisterna medievais que passavam pelo IC2 na época em que este era a N1 e o principal e mais rápido caminho entre Lisboa e o Porto, além da Igreja da Pena, que ganhou uma cobertura apenas agora. Arqueólogos também descobriram a existência de catacumbas subterrâneas, além de um castelo invertido situado logo acima do castelo, o qual será utilizado para eventos de maior porte.

O autarca ambiciona que o Castelo seja um complemento dos visitantes do Mosteiro da Batalha, prometendo que em pouco tempo, haverá uma zona totalmente recuperada e disponível para receber turistas que desistiam de visitar o Castelo por causa da dificuldade do seu acesso. O ponto alto da visita poderá ser a luta contra um chefe final desconhecido, que poderá ser Dom Dinis, Drácula, algum membro da família Belmont ou até mesmo o próprio Vanessa. Estima-se que mais de cem mil visitantes passem anualmente pelo castelo em situações normais (e pelo menos 25% destes cheguem ao castelo invertido), e que tal construção seja um trunfo para a cidade na corrida pelo título de Capital Europeia da Cultura.

Fontes[editar]

Compartilhe
essa desnotícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram